Português
Partido Socialista pela Igualdade (EUA)
Os fundamentos históricos e internacionais do Partido Socialista pela Igualdade

A Quarta Internacional e a luta contra o centrismo

58. O chamado para a fundação da Quarta Internacional não foi uma manobra tática. Foi feito com base numa avaliação da transformação social e política do regime soviético, da Internacional Comunista e da relação de ambos com a classe trabalhadora. Em relação a este ponto, Trotsky entrou em conflito, em meados dos anos 1930, com tendências políticas que ele definiu como “centristas”. Ao mesmo tempo em que proclamavam a sua devoção à revolução socialista, estes grupos se opuseram à formação da Quarta Internacional. Eles buscavam, ao invés disso, encontrar algum tipo de meio-termo entre o stalinismo e o trotskismo e entre a política reformista e a revolucionária.

59. Trotsky escreveu em 1934 que o centrista “vê com ódio o princípio revolucionário: dar o nome às coisas. Ele está inclinado a substituir uma política de princípios por manobras pessoais e uma diplomacia organizativa mesquinha”. Trotsky explicou: “A posição ocupada pelo centrista está entre a do oportunista e a do marxista, de certa forma análoga àquela que um pequeno burguês ocupa entre um capitalista e um proletário: ele se ajoelha diante do primeiro e tem desprezo pelo segundo”. Outra característica do centrismo é a de não “compreender que, na época atual, um partido revolucionário nacional só pode ser construído como parte de um partido internacional. Na escolha de seus aliados internacionais, o centrista tem ainda menos critérios do que em seu próprio país”. [38]

60. No momento em que a classe trabalhadora se movia à esquerda em resposta à ameaça do fascismo, os grupos centristas bloqueavam a formação de um partido genuinamente revolucionário. As tendências centristas – incluindo o Independent Labor Party (Partido Trabalhista Independente) na Inglaterra, o SAP na Alemanha (no qual Willy Brandt, o futuro líder do SPD e chanceler alemão, desempenhou um papel de direção e traição), o POUM na Espanha e outros – tentaram encontrar o meio do caminho entre a política revolucionária e a reformista. Por trás de suas afirmações de que proclamar a fundaddddddd sds sddadaacionalna Inglaterrao inv_____________________________________________________________________________________ção da Quarta Internacional seria “prematuro” havia (1) um desacordo básico com a caracterização de Trotsky do regime stalinista e seus partidos filiados como contrarrevolucionários e (2) uma recusa a romper com as relações políticas oportunistas que prevaleciam dentro de seu meio nacional.


[38]

Centrism and the Fourth International. Writings of Leon Trotsky 1933-34 (New York: Pathfinder, 1998), p. 233.